Uma gestão de condomínios eficiente é resultado de organização, transparência e comprometimento.

A resolução de problemas fará parte do dia a dia de quem está nessa gestão.

Se essa gestão for feita de maneira incorreta pode acarretar em alta da taxa condominial além do risco da redução do valor das unidades.

A falta de manutenção, dívidas trabalhistas e alto valor do condomínio podem fazer com que as unidades percam o valor rapidamente.

O síndico pode ser novo no assunto, mas deve contar com uma boa administradora de condomínios, um conselho atuante e departamento jurídico.

Quando a gestão do condomínio não é profissional está passiva a inúmeros erros.

Vamos comentar alguns erros que podem ser cruciais para o bom andamento do condomínio.

O tratamento de inadimplentes

Esse assunto tem erros comuns como a divulgação de maneira pública dos inadimplentes.

Porque isso é errado?

Primeiramente é extremamente antiética a publicação das unidades que estão em dívida junto ao condomínio. O condomínio pode arcar ate com ações de danos morais.

E antes de partir para uma cobrança judicial é importante tentar de todas as formas um acordo com o condômino inadimplente.

Distribuição de despesas

É essencial ter consciência de que deve distribuir as despesas condizentes ao pagamento do 13º salários dos funcionários no valor do condomínio ao longo de todos os meses do ano.

Dessa forma evita o acúmulo num único mês de pagamento.

Assembleia

As decisões conjuntas devem sempre estar presentes na vida do condomínio.

Nunca aja por conta própria se for o síndico.

 O síndico não pode tomar decisões sem ter consultado previamente os moradores.

Bem como a utilização de fundo de reservas só deve ser feita essencialmente com previsão em assembleia.

A não ser em caráter de extrema urgência.

E nesse caso é necessária uma reunião posterior para informar a utilização do dinheiro.

Abrir contas isoladas

É um erro comum não abrir contas específicas para os diversos fundos existentes no condomínio.

O cenário ideal é contabilização isolada da parte ordinária e demonstrativo específico para cada conta como fundo de reseva, obras e etc.

É também importante ter cuidado no lançamento de despesas em cada conta.

Folha de pagamento

A folha de pagamento também é um foco de erros, principalmente no caso de contabilização das horas extras ou folgas.

É preciso tomar cuidado.

Estabelecer um quadro fixo com horários de funcionários ajuda a evitar esse tipo de erro.

 Fora esses erros comuns que foram pontuados, um bom gestor deve ser imparcial e não abrir exceções.

Deve tratar os moradores de maneira igual.

E sempre considerar o planejamento financeiro como aliado.

Um condomínio de certa forma deve trabalhar como uma empresa. Deve ter planejamento e metas.

Dessa forma é clara a necessidade de uma administradora de condomínios competente junto ao sindico.

Pois o sindico responde civil e criminalmente por excessos e possíveis negligencias na sua gestão.

É preciso adotar medidas saudáveis para a gestão, bem como o envio de prestação de contas de forma sintética no boleto de pagamento.

Realização de assembleias para tomada de decisões. Auditorias frequentes, revisão de escala periódica, revisão de folha de pagamento entre outros.

A gestão de condomínios não é uma matéria fácil, erros simples podem levar o condomínio a contrair dívidas enormes.

É preciso que a responsabilidade e o profissionalismo estejam presentes integralmente numa gestão.

Leave a Reply

Your email address will not be published.