Você que é empreendedor e gestor de uma escola, quais os principais problemas que enfrenta no seu dia a dia?

Alguns contadores vêm fazendo um trabalho especializado na área educacional, tanto os que atuam nas instituições de ensino quanto com profissionais de coach, que são pessoas que trabalham com a parte educacional de forma geral.

E nesse mercado podemos perceber algumas dificuldades.

O momento de crise que o nosso país enfrenta não tem sido favorável para as escolas particulares.

Claro que as dificuldades são comuns para muitos empreendedores. Mas dentro deste nicho específico podemos notar três principais importantes para quem trabalha com educação.

Planejamento

Toda a complexidade de iniciar uma entidade educacional, seja ela voltada para o público infantil ou para um público de nível médio, requer do empreendedor um planejamento muito grande.

Até mesmo começar um pequeno empreendimento para poucos alunos ou para um aluno só, no caso do coach que também é um profissional da educação e está ajudando o empreendedor.

Mesmo nesses pequenos negócios voltados para a educação podemos ver muita falta de planejamento, o profissional não se organiza para manter o empreendimento nos seus primeiros anos de vida.

Esse é o primeiro item que pode ser destacado como dificuldade.

Gestão financeira

Outro item é a questão da gestão diária da operação, principalmente o que está relacionado a gestão financeira.

A gestão financeira de um negócio nos seus primeiros meses é determinante. Por exemplo, é preciso um capital de giro para manutenção e também paras custos fixos passíveis da operação, principalmente numa instituição.

Numa instituição você tem um investimento inicial considerável em equipamentos, móveis e etc. A estrutura que é necessária para uma instituição de ensino particular é consideravelmente pesada no que tange o investimento.

Nem sempre ele terá o retorno imediato do investimento inicial, por isso é tão importante manter um capital de giro.

Só é possível manter operações de custo com professores e até mesmo como custo fixo da localidade, o capital de giro é indispensável.

Inadimplência

E o terceiro ponto está muito ligado ao momento que o país vive, que é a questão da gestão de inadimplência.

Isso quer dizer que é preciso aprender a gerir um inadimplente? Sim!

Nós temos uma legislação para esse público, para o ramo educacional, que não permite que o empreendedor corte a prestação de serviço no meio do ano letivo.

E como contornar isso?

É sabido que não podemos tirar o aluno da escola, mesmo quando não está pagando a mensalidade, mas é preciso buscar mecanismos dentro dessa operação específica que torne essa cobrança mais eficiente ou então que resguarde o empreendedor de uma possível inadimplência.

Talvez optar por pagamento via cartão de crédito ou então uma negociação desses títulos com a instituição financeira, que por mais que perca no gap de antecipação ou de garantia, terá certeza que o fluxo financeiro do negócio vai permanecer.

É claro que planejamento é tudo em qualquer negócio, mas a questão da gestão do capital de giro e principalmente a gestão da inadimplência é fundamental para que você empreendedor educacional não sofra no Brasil com a atual situação econômica.

Então é necessário buscar alguns mecanismos para não ter problemas com isso e sobreviver nesse mercado, lembrando sempre que existe a questão da legislação que impede que você interrompa a prestação de serviços educacionais por inadimplência, é obrigatório manter o aluno até o final do ciclo.

E como fazer tudo isso?

O segredo de uma gestão de sucesso é contar com quem entende realmente do assunto, procurar uma contabilidade especializada para escolas, isso vai ajudar que você tenha um negócio mais produtivo e melhor administrado.


Leave a Reply

Your email address will not be published.